O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

A RESPOSTA 'ILUMINADA' À ONDA HOMOFÓBICA NA EUROCOPA*


O meme de internet avisa em letras garrafais: “o mundo não dá voltas ele capota”!


E, às vezes, para o bem. Viva!!


Nesta quarta-feira teremos a partida entre Alemanha x Hungria pela Eurocopa.


Jogo decisivo, talvez apenas um dos dois países “avance” à próxima fase da competição.


De um lado a Hungria, aquela seleção que assombrou o mundo com a geração de Puskas na década de 50, mas sucumbiu na final contra a própria Alemanha no mundial de 54 (perdeu por 2x1 após aplicar uma sonora goleada de 8x3 na fase inicial da mesma competição).


Hoje a Hungria não é nem “sombra” daquela potência.


Mas o que me interessa no duelo está fora das “quatro linhas”.


A força atual tem vindo das arquibancadas.


Única sede a ter lotação máxima na Euro, o selecionado da Hungria foi empurrado por 60 mil fanáticos e fervorosos torcedores nas duas primeiras partidas, proporcionando paradoxalmente o mais belo e bizarro espetáculo da competição.


A justificativa para a concessão a ter um evento com multidão em plena pandemia vem do governo local, que alega ter toda a população vacinada.


É a voz oficial do ditador húngaro, Viktor Órban, ok...


Voltando aos estádios, o furor dos húngaros não se restringe ao ímpeto de empurrar a sua seleção a vitória.


Em proporção descomunal se espalharam manifestações racistas, homofóbicas e absurdas de toda a natureza.


Até protestar contra o protesto do racismo eles fizeram. Os próprios atletas se recusam a ajoelhar durante a manifestação, no gesto que virou tradição nos campos de jogo.


Faixas contra o ato de ajoelhar-se também se espalham entre torcedores, assim como cartazes Anti-LGBTQIA.


Os cantos vindos da arquibancada são um espetáculo grotesco a parte. A ofensa “macaco” é sutileza húngara.


Mas nada se compara aos apupos destinados a comunidade LGBTQIA, maior alvo dos intolerantes locais. Tudo em consonância com o pensamento de Òrban e, pasmem, de 99,9% da representação política da Hungria. O parlamento de lá aprovou com maioria esmagadora um pacote de emendas que praticamente abole até o debate em torno da existência da diversidade de gênero, ou sexual, o que dirá em relação a direitos!?!?


Mas o foco deste texto é falar das flores. Sim, elas ainda florescem, mesmo diante desta aridez de alguns solos, mentes e corpos mundo afora...


Em resposta a intolerante, para não dizer persecutória cultura húngara atual contra “os outros”, a Alemanha solicitou à UEFA iluminar o Estádio de Munique, palco da partida, todo com as cores LGBTQIA.


A idéia é receber os húngaros com o palco todo reluzente, quase purpurinado em arco-íris.


Uma bela, didática, pedagógica mensagem de amor, tolerância e respeito a toda e qualquer diferença feita por aquela mesma nação que propiciou o maior movimento de perseguição e eliminação de outros povos da nossa história!


Por sinal, o goleiro alemão, Neuer, já vem disputando a Euro com a faixa de capitão nas cores LGBTQIA, correndo, inclusive, risco de punição pela própria UEFA, que abriu investigação, mas arquivou “o caso” por tratar-se de uma causa nobre.


A Alemanha, aquela mesma algoz de outrora, inclusive, contra a própria Hungria, em determinado momento na Segunda Guerra Mundial, mais uma vez dá uma lição de como reconstruir a própria história.


Os alemães não escondem as próprias cicatrizes que causaram.


Ao contrário, como uma auto-penitência eterna se valem dos “ecos do além” para reescrever sua trajetória enquanto povo, nação no mundo...


Que esse doloroso exemplo influencie a Hungria e toda onda extremista que volta a querer assombrar o Globo!


*Título original de Eliseu Lins

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

As “paraibadas” que colocam o Brasil no topo do mundo

Com todo respeito e admiração aos outros atletas (medalhados, ou não), mas vamos falar a verdade, né?? Os dois maiores momentos olímpicos brasileiros até agora lá na “Terra do Sol Nascente” foram Par

 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!