O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

Abram alas - O bloco dos mortos-vivos políticos vai passar...


Cadáveres insepultos...


Não me recordo quando ouvi pela primeira vez esta expressão.


Fato é que acho uma pérola da Língua Portuguesa.


Bela, ortográfica e sonoramente.


Enigmática, elegante e retumbante.


Opa, alguém falou em tumba aí??


É para lá que nós vamos, ou seria de onde vieram alguns personagens desta história?


É tempo de eleição, aquele freak show de campanha partidária.


Hora de aparecerem excêntricas figuras novas para alimentar o folclore político brasileiro.


Meu amigo Eliseu lembrou que, Tiririca, outro palhaço (literalmente) desse "circo dos horrores", profetizava:


"Pior do que tá não fica"...


Ficou!


Até Kid Bengala virou membro, digo trouxe o seu membro... deixa pra lá.


O que quero dizer é que o dito cujo , aquele “mito” do “Cinema em Casa”, ídolo dos adeptos de programação familiar, se é que me entendem, é candidato a deputado federal por São Paulo, com direito a referências explícitas a sua atividade original: “Pode apostar que vou entrar com tudo...”


É mole, ou quer mais?


Não precisa responder, juventude.


E nem Papai Joel resistiu as tais seduções políticas (sem trocadilhos aqui, por favor).


Repetindo o modelo apelativo convencional, Joel Santana mantem até a clássica pronúncia de inglês rudimentar que viralizou no mundo enquanto era técnico da seleção da África do Sul.


Campanha eleitoral é também tempo de famosos “de todos os tempos da última semana”, novas celebridades por qualquer aleatoriedade tentarem capitalizar os louros com um mandato.


Como sempre foi óbvio prever, os magistrados sensacionalistas da Lava Jato estão no páreo.

Sérgio Moro, o juiz, após intervir na última eleição presidencial, tenta bagunçar ainda mais a “República de Curitiba”, tentando ser Senador pelo Paraná.


É neste mesmo estado que o “parça” de Moro, o então procurador do processo contra Lula, Deltan Dalagnol tenta vaga na Câmara Federal, com direito a Power point e tudo.


Mas nesta ala dos oportunistas sobram outros bolsonaristas ainda mais clássicos...


E o reduto escolhido para esta “briga de foice” entre os aloprados é São Paulo.


Apenas na Câmara Federal tem 3 postulações deste povo estranho.


Tem o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, o ex-presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, além do ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales...


Que se devorem...


E, claro, é época também de ressurgirem dos subterrâneos alguns cidadãos tentando sair do limbo.


Eduardo Cunha, o “malvado favorito” dos minions bolsonaristas, tenta voltar a Câmara Federal, que presidiu em tempo de extorsão, chantagem e impeachment de Dilma Roussef.


Após enganar boa parte dos cariocas, agora o “homem de Deus” tenta a vaga por São Paulo.


Outro artífice da desgraça nacional que tenta vaga na Câmara Federal é o quase presidente, Aécio Neves, aquele elemento que começou a bagunçar tudo ao espernear pela derrota na eleição em que quase foi presidente (vade retro).


Falando em alma...


Fernando Collor, o novo melhor amigo de Bolsonaro, há décadas ocupa fixamente mandatos diversos no Congresso, mas agora deve voltar com pompas a um cargo no executivo.


É líder disparado da eleição parta o Governo de Alagoas, sua terra natal e de onde saiu para ser o marajá do Brasil lá nos idos de 90...


Acelera o tempo, editor...


Mas, absolutamente, nada supera o fenômeno do oportunista ex-governador gaúcho, Eduardo Leite.


O curioso caso do governador que renuncia para concorrer ao mesmo cargo que renunciou...

Leite abandonou o mandato para destruir a candidatura de Dória a presidência e tentar ser o indicado do PSDB, mesmo já tendo sido derrotado nas prévias do partido.


Tirou Dória, aposentou o correligionário da política, mas não se viabilizou.


Assim, restou tornar a atenção a seu reduto, concorrendo a reeleição, dispositivo que combatia com unhas e dentes.


E Dória?? Tomou Doril!

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!