O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

Delírios de um dia cinzento e um Sol traiçoeiro


João Pessoa entrou em crise de bipolaridade aguda neste sábado!


Dia inteiro nublado, céu cinzento, carregado e nenhum raio de sol.


Atmosfera tão pesada que qualquer conceito de solaridade parecia um requiém, ou um sonho alucinógeno que nunca tivesse ocorrido, de fato.


Mas o astro rei, exibido como é, não passaria um dia inteiro no ostracismo, principalmente, na sua morada original desde o início de tudo, aqui na cidade de Parahyba, onde o Sol nasce primeiro!


Movimento faceiro, apenas para suscitar desejos, às 16h30 acenou fulgurante, além até do seu brilho comum neste horário.


Ação lépida como uma piscadela, um sorriso malicioso de canto de boca a despertar instintos mais primários.


Surgiu em expressão provocativa, acendeu as chamas e, literalmente, sumiu engolido pela fumaça das nuvens.


Desapareceu de maneira impávida e fulminante, sem qualquer despedida.


Pura sedução fulgás.


Atraído por está força natural dormi na expectativa de encontrar hoje logo cedo essa imponência solar retomar o lugar que é seu por direito aqui nos trópicos.


Fui enganado.


Uma estrela insidiosa, traiçoeira, incandeia a vista, arde nosso corpo, fascina, ilude, cria expectativa e frustra-as...


Agora já ensaia insinuar-se mais uma vez.


Um tentador amor de verão e nada mais!

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!