O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

Cuidado! Há um Roberto Jefferson ao seu redor...


Mais de um milhão de armas.


Automáticas, o tradicional 3.8 e fuzis, tipo aqueles que o Bob, amigo do Bozo, usou para saraivar a Polícia Federal!


Sim, Roberto Jefjerson, o deputado adepto do lema “bandido bom é bandido morto” (bem vindo ao país do metaverso) é apenas mais um dentre centenas de milhares de CACs (sigla para Colecionadores, Atiradores e Caçadores).


Talvez o maior projeto governamental de Bolsonaro: armar até os dentes a população, transformar o país em um enorme faroeste...


Bang, Bang...


Boom!!!


Lá vem mais uma granada. Isso, eu disse granada lançada pelo tresloucado sanguinário Roberto Jefferson.


A principal política pública de Bolsonaro é despejar armas letais, poderio bélico descontrolado, descentralizado do Estado, incendiar a nação.


Tem conseguido.


Já temos mais de quatro vezes a quantidade de armas e algumas dezenas de vezes mais munições nas ruas, desde o seu governo.


Boa parte desviada em fluxo contínuo para o crime organizado.


Sim, procure saber...


Além da absurda liberação de cadastro até de membro do PCC diretamente como CAC, a facilitação de acesso de “qualquer cidadão” às armas criou um duto contínuo de escoamento de arsenal legal para o mercado ilegal.


Se essa era a intenção original do projeto bolsonarista armamentista? Não posso cravar, mas suspeitar disso em um governo miliciano até o talo não é absurdo!!


Fato é que o propósito vai bem além de cumprir acordo de campanha e atender a bilionária indústria de armas.


Bolsonaro quer a combustão social, se alimenta da manutenção do estado de convulsão e anseia por um conflito descontrolado, sociedade em desordem.


Quando isso ocorrer nada melhor que fogo contra fogo.


Quem parte na frente na formação de um exército voluntário?


O próprio Bolsonarismo e sua turba insana, violenta, marchando a esmo, sob o comando dos generais terraplanistas e contra o fantasma comunista.


São os voluntários da Pátria (aqueles soldadinhos de chumbo fardados de camisa da CBF, com inscrições de "Deus acima de Tudo, Brasil acima de todos", gritando por AI5, contra STF e estas baboseiras todas).


Hipnotizados, teleguiados.


Sabe aquele seu vizinho, homem de bem, da família tradicional brasileira?


Leva a filha pra escola, ministra escola bíblica dominical, ou simplesmente vai a missa todo domingo...


Ele também tem como hobbie praticar tiro nestes espaços que se espalharam como templos pelo Brasil (e olha que Totonho diz que tem mais igreja que supermercado!).


É esse cidadão exemplar um dos centenas de milhares de CACs, um dos que possuem o milhão de armas nas mãos de civis neste país comandado por militares.


É ele quem poderá ser seu algoz, ou assassino do seu filho, filha em uma simples discussão de trânsito, por aquela divergência trivial condominial, um choro incômodo do bebê, um carro mal estacionado, um som um pouco mais alto.


Pow, pow, pow...


O homicida era um vizinho, ou um sujeito anônimo, talvez um conhecido, quem sabe parceiro de bar, por certo colega de futebol.


Todos sujeitos dentro da lei, autorizados por Bolsonaro a ter acesso a todo um arsenal letal.


Armas matam e Bolsonaro ameaça a sua, nossa existência.

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!