O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

NADA AZUL NAS GERAIS (O céu nublado cruzeirense)

Lá vou eu dando sequência a breve série de análises da temporada do futebol brasileiro nesse ano da graça de 2019!!


Se liga aí, que isso aqui você não vai ver em outro lugar, nem pedindo ajuda ao VAR...


Hoje vamos falar da maior vergonha do futebol brasileiro este ano... Não, não, na verdade um dos maiores vexames da história da bola em terras tupiniquins!!


O Cruzeiro, aquele cabuloso, nunca antes rebaixado, campeão de quase tudo, gigante das Minas Gerais, viveu um ano das trevas!


Em todas as esferas...No campo, nos gabinetes de seus dirigentes e nas arquibancadas...

Negociatas espúrias, "penhora" de garotos da divisão de base como garantia financeira em empréstimos, desvio de recursos, calote em outros clubes (até maio o clube mineiro terá que pagar 60 milhões em ações na FIFA, sob risco de sanções, incluindo rebaixamento)...


No campo conseguiu ser rebaixado com a quarta maior folha salarial do país, mesmo com a zona de rebaixamento mais baixa da história (Ceará escapou com míseros 39 pontos)!

O lado azul de Minas não conseguiu sequer fazer um ponto, eu disse um ponto, por rodada, em média! Apenas sete vitórias em 38 jogos (menos de 20% de triunfos).


Tudo isso com quase 15 milhões de reais de folha salarial por mês. Apenas os medalhões Fábio, Fred, Thiago Neves, Rodriguinho ganham cifras acima de 1 milhão/mês cada! E o pior, todos com contratos em vigor por mais um ano, em plena segunda divisão e perda brutal de receita.


O Neves, aliás, foi responsável direto até por queda de técnico. Rogério Ceni não resistiu e foi derrubado com menos de 10 jogos com a camisa celeste. A Thiago Neves faltou apenas assumir a direção do clube... desligado no último jogo, terminou o ano fazendo festa madrugada a dentro, enquanto o Cruzeiro era rebaixado.



Até a torcida cruzeirense fez questão de participar da patifaria! Espetáculo grotesco na destruição generalizada do Mineirão! Centenas de cadeiras completamente destruídas, nada menos que 40 televisores espatifados, briga entre facções de torcidas organizadas colocando em risco crianças e torcedores comuns... puro caos...


Para piorar, restou ao cruzeirense comum “aturar” a imagem resgatada pelos atleticanos com a torcida do Galo aplaudindo e entoando cânticos ao time, quando do primeiro rebaixamento. Completamente diferente do cenário dantesco proporcionado pela “China Azul” (como é chamada a massa cruzeirense).



Ao fim de tudo, em meio ao caos, o poderoso Zezé Perrela (aquele mesmo proprietário de um tal helicoca) foi surpreendentemente “demitido” pelo presidente, Wagner Pires de Sá. O próprio presidente e sua direção planejam entregar os cargos coletivamente e tramam um ilegal acordo tentando camuflar os débitos e supostos desvios milionários dessa gestão...


Depois da queda, o coice...

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

As “paraibadas” que colocam o Brasil no topo do mundo

Com todo respeito e admiração aos outros atletas (medalhados, ou não), mas vamos falar a verdade, né?? Os dois maiores momentos olímpicos brasileiros até agora lá na “Terra do Sol Nascente” foram Par

 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!