O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

"Ninguém cala esse chororô"- O medíocre silêncio de Bolsonaro


O homem é mesmo um Mito!


Primeiro presidente na história brasileira a perder uma tentativa de reeleição.


Primeiro também a ser derrotado no primeiro turno.


Tudo isso em meio ao maior atentado eleitoral da história.


Nunca a máquina pública foi tão utilizada a favor de uma candidatura.


Um escancarado abuso de poder político.


Benefícios inexistentes criados em plena campanha, reativação de assistência social com prazo estipulado, claramente, com interesse eleitoreiro (Auxílio Brasil até dezembro deste ano, sem previsão orçamentária para 2023).


Transformação de solenidades oficiais em comícios (07 de setembro).


Distribuição direta de dinheiro a determinadas categorias, leia-se compra de votos (taxistas, caminhoneiros- não deve ser mera coincidência a categoria ter sido responsável pelo bloqueio de estradas em plena segunda, pós eleição) .


Até órgãos de segurança, como a Polícia Rodoviária Federal, suspeita-se ter sido utilizada a serviço do projeto fracassado de reeleição de Bolsonaro (basta lembrar que no dia do pleito uma inusitada mega operação foi montada, interceptando ônibus com transporte coletivo, causando enorme dificuldade de acesso de eleitores).


Nada disso foi suficiente para suplantar o desejo de mudança da maioria.


Nem a personalização, real apropriação do governo, Estado, como projeto de gestão, digo destruição nacional foi suficiente para vencer a disputa.


A maioria da população negou o caos instituído que representa o bolsonarismo.


Uma gestão sempre em estado colapsal, em rota de colisão com tudo e todos.


Negadora da ciência na pandemia, preservação ambiental, no sucateamento da educação, na destruição de projetos de pesquisa.


Desprezadora dos problemas sociais (o próprio presidente afirmava publicamente que não havia gente passando fome no Brasil. Um “tapa na cara” demilhões de desvalidos).


Um projeto que se orgulha de ser apenas feito para a maioria, não esconde desprezar as minorias (“eles que se curvem”- dizia o próprio Bolsonaro).


Um governo de fé e bala (cheio de dogmas controversos cristãos, pastores fariseus fazendo arminha com uma mão, uma bíblia na outra e barras de ouro pra lá e pra cá).


Uma ideologia pautada por mentiras (fábrica de fake news em escala industrial).


Uma gestão perseguidora aos outros (imprensa, adversários políticos, ex-aliados) e proteção total aos seus (filhos nunca investigados, Queiroz escondido e afins).


Por fim, em sua contumaz ação antidemocrática, se recusa a reconhecer resultado das urnas.


Seguindo seu ineditismo medíocre é o primeiro candidato a não se pronunciar após derrota eleitoral passadas mais de 24 horas do resultado oficial divulgado.


Enquanto isso, mais da metade das nações que integram a Organização das Nações Unidas, inclusive a própria ONU já teve líderes congratulando Lula pela vitória.


O mundo otimista com a guinada, virada de chave da política brasileira, mas você aí querendo legitimar atitudes golpistas de um presidente com instinto autoritário.


Menino mimado, dono da bola.


Bolsonaro é uma aberração republicana, uma tragédia estadista, que daqui a alguns anos só será lembrado pelo odor que exalará direto do esgoto da história!

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!