top of page

O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • Foto do escritormarcosthomazm

PROFISSÃO REPÓRTER

Atualizado: 7 de ago. de 2023


Fotos: Tomás Magalhães e Expedito Batista

A maior parte do tempo da minha trajetória na comunicação estive nos bastidores, fora da “linha de frente”.


Produzindo, editando, coordenando, “desordenando”...


Mas, como diz a máxima, todo jornalista/radialista é, ou deve ser antes de tudo, um repórter.


Se o instinto de repórter não estiver pulsando em você, reveja seus conceitos, ou simplesmente, a profissão.


Este sinal de alerta sempre esteve acionado comigo, mesmo quando confinado intramuros de redações, a inquietude me movia.



E nada como uma/algumas boas matérias de campo para revigorar esta identidade jornalística.

Foi de uma destas imersões extemporâneas além redação, que nasceu a série “Na PB o AGRO não é pop, não é tech, mas é tudo... para muitos!”, vencedora nacional na categoria áudio do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo 2023.


Se o mote do repórter é ir a campo, nada melhor que o Campo, literalmente.


Assim foram quase 2 mil quilômetros percorridos Paraíba adentro, da seca, ao solo úmido, do odor rasgante do curtume, ao cheiro inebriante de uma plantação de abacaxi, da lavoura rústica ao maquinário robusto.


Há muitas, dezenas de modalidades e métodos produtivos para abastecer, na essência dar vida aos paraibanos.


Mas nada se compara a relevância da agricultura familiar, que leva comida a mesa de 90% dos paraibanos.


É sobre tudo isso, a vertente econômica e a trajetória humana, as “dores e flores” do homem e da mulher do campo na Paraíba, histórias de abandono e superação...


Personagens da série. Montagem: Gabi Alencar

Como a agricultora Cleide, em Araçagi, que do filho parido no meio da plantação após ser expulsa de casa, hoje celebra ter tirado desta mesma terra, antes árida na sua memória afetiva, a criação de seis filhos e quase 20 netos.


Como todo projeto desta magnitude, amplitude de alcance, muito do que idealizei ainda na gestação da série se concretizou, mas muito, muito mais se expandiu, ganhou novos contornos...


É assim que flui a construção de uma série: dinâmica, com vida própria.


Daí a correção de rota, mudança de planejamento inicial, rascunho, roteiro, rabisco, grava, regrava, enxerto aqui, corte ali...


Para esta máquina funcionar é necessário toda engrenagem estar na mesma rotação.



Foto: Romana Ramalho
Da direita para a esquerda: Marcos Paaki, eu, Fernanda Gonçalves e João Lira Foto: Romana Ramalho

E aí fui contemplado com a produção impecável, cirúrgica de Fernanda Gonçalves, um trabalho de escavação na direção de personagens e histórias incríveis, além de exercitar paciência e perscrutar números na constante cobrança por dados precisos neste país de informações vagas, eventual desprezo por referência técnica.


No acabamento luxuoso João Lira, quase sinfonicamente, deu o tom e montou nota a nota a aquarela final.


Já a Marcos Paacki, recrutado de última hora e, prontamente a postos, coube a primeira edição, colagem do mosaico para primeira prova.


Estes são os personagens centrais do processo, mas estendo especial agradecimento a toda família EPC-Rádio Tabajara, pelas trocas nos corredores, compartilhamentos na redação e outros setores.


Pitacos, dicas, sugestões, críticas e otras cositas más.


Essa conquista é nossa, é da casa e cada um de vocês.


Especial menção aos condutores da nave, Naná Garcez, presidente e Rui Leitão, Diretor-presidente pela confiança e liberdade criativa concedida aos aventureiros locais.


Por fim, enaltecer o cuidado, zelo do Banco do Nordeste com este prêmio, criado há 40 anos e, anualmente realizado com pompa para valorizar uma profissão fundamental a democracia, que juntos foram tão atacados, ultimamente.


Vida longa ao Prêmio BNB de Jornalismo!


Viva o jornalismo profissional!



56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Início: Blog2
Início: GetSubscribers_Widget
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!

Início: Contact
bottom of page