top of page

O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • Foto do escritormarcosthomazm

Quando a Inteligência Artificial feriu o orgulho pernambucano

Atualizado: 6 de mar. de 2023


Vou logo adiantando que, não quero encrenca!


Lembro aos intolerantes: ATÉ tenho amigos, irmãos pernambucanos.


O que, seguindo o modelo padrão de concessão medíocre , largamente utilizado atualmente, me exime de qualquer preconceito.


Sei até cantar o hino: “Pernambuco, imortal, imortal...”


Viu só?


A verdade é que a gente tenta relevar, não fazer piada, quiçá estigmatizar, mas se tem uma coisa indelével da imagem do pernambucano médio é a modéstia.


-É que meu país Pernambuco não me deixa ser humilde!


Esta megalomania com ironia, então!?!


Irresistível.


A última da vez no meu radar foi uma matéria sobre a secular, talvez milenar, disputa do maior São João do Mundo, entre Campina Grande, na Paraíba, e Caruaru, no centro do Universo!


O título cravava uma solução: “ChatGPT define qual o maior São João do Mundo”.


Aos incautos, offsides, ou “por fora” de plantão informo logo que a sigla não se trata de nenhum movimento.


ChatGPT é a inteligência artificial mais hype desta e de outras galáxias.


Eis que a cidadã, digo a IA, cravou que é Campina que faz o maior arraiá.


Mas nem deu tempo dos também, famosamente modestos (contêm ironia) e nada bairristas (contêm ironia 2) campinenses comemorarem muito...


Mais rápida que zabumbeiro no galope a repórter caruaruense logo fez questão de desmontar a mentirosa, inverídica, farsante, impostora Inteligência Artificial.


"Computadores fazem arte", brada o mangueboy de Recife, Fred Zero Quatro.


E não que eu seja devoto das máquinas.


Não confio no criador, quem dirá na peça!?!


Mas, no caso em questão além da refutação ilógica, a jornalista apela geral para inverter a informação enunciada.


Elenca um desfile de vantagens da festa do interior pernambucano:


Caruaru tem mais pólos, mais atrações, movimenta mais dinheiro e piriri pororó.


Segundo a colega apenas no quesito extensão de dias da festa a cidade paraibana leva a melhor, mas a organização da “rival junina” já está resolvendo a questão.


Até na abordagem referente ao público a jornalista usou métodos, métrica e critérios diferentes para desmascarar a supremacia paraibana.


Sobre Caruaru apresentou público absoluto de toda a festa, já em relação a Campina mencionou expectativa apenas de uma noite de shows.


-Como assim, produção?


Eu, que, só sei que nada sei sobre a contenda em questão, não adentro minúcias técnicas de melhor, maior e outros parangolés, digo, arrasta-pé.


O que não escapa aos olhos é o ufanismo tradicional dos vizinhos.


Já não basta possuírem a maior via em linha reta da América Latina, o maior shopping etc e coisa e tal...


Agora, para reafirmar a superioridade se nega até Inteligência Artificial.


-Quem é esta danada aí? Nem conhece Exu, Cabrobró, nunca pisou em Serra Talhada e quer se inxerir em matéria de forró?


Lembrei do meu caçula perguntando a toda e qualquer atendente virtual qual era a mais inteligente dentre elas e se indignando com as respostas obtidas.


Ele tem apenas 6 anos de idade.


Entendo ser justificável.


Mas, a questão que fica é: o que é esse negócio de AI perto da inabalável supremacia pernambucana?


Nem o genial e, mundialmente famoso pelo orgulho regional, Ariano Suassuna, se conteve no túmulo.


Quer conferir a matéria citada? Basta clicar aqui:


31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Início: Blog2
Início: GetSubscribers_Widget
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!

Início: Contact
bottom of page