O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

QUANDO O GABINETE DO ÓDIO VIRA UM ESCRITÓRIO DO HUMOR

Atualizado: Mar 17


Eu adoro ser inspirado por meme de internet.


O “Sensacionalista” me saiu com a pérola que Bolsonaro trocou quatro ministros da Saúde e com esta marca já teria gerado mais empregos que Paulo Guedes!! Bingo.


Paulo Guedes, o ministro da Economia, a personificação do neoliberalismo, disse na semana passada que as pessoas o aplaudem quando vai ao mercado. Penso no óleo de soja a dez reais, no arroz a cinco, na “carne de osso” a 40 pilas e fico a imaginar... era do mercado financeiro, dos rentistas desse Brasilzão de exploração, que falava o homem?? Agora captei a fanfarronice desse menino de Chicago!?!


Por falar em mercado, economia...


(...) em um dia disseram que a Bolsa caiu por conta da anulação das condenações de Lula. No outro, apontaram pronunciamento apaziguador do próprio Lula como causador da queda do dólar.


Esse barbudo deve ser um fenômeno, mesmo. Faz o “bem e o mal” em uma só tacada.

Mas nem só com o mercado financeiro mexeu o ex-presidente, Lula...


Bolsonaro nem disfarçou e logo acusou o golpe. Botou máscara, falou de vacinação...Na próxima se veste de Zé Gotinha.


O personagem folclórico das campanhas de vacinação nacional, por sinal, ganhou uma versão bizarra com seringa simulando um fuzil.


A peça de extremo mau gosto produzida pelo gabinete do ódio, digo apoiadores, foi reproduzida pelo filhote número alguma coisa, Eduardo Bolsonaro, e criticada até pelo criador.


Reza a lenda e indicam os fatos que foi a sombra de Lula que fez o Bolsonaro trocar o ministro da Saúde. Noves fora a origem, fato é que cai o paraquedista Pazuello, chega o paraibano Marcelo Queiroga.


Antes da definição em favor do paraibano, Bolsonaro se reuniu com a médica Ludhmila Hajjar, que percebendo a arapuca, refugou ao convite.


Mas bastaram as poucas horas de negociação para fazer a turba raivosa que segue o “mito” perseguir, acuar e ameaçar a doutora e sua família, com tentativa de invasão ao hotel, inclusive.

Voltando ao futuro definido...


Nas palavras do próprio líder desta largada nação, “o novo ministro vai dar continuidade a campanha de vacinação em massa executada pelo antecessor”. Escárnio público.


Queiroga carrega na bagagem currículo adequado a função, mas é bom botar as barbas de molho...


Tecnicidade, pelo histórico, indica “vida curta” no cargo de Ministro da Saúde bolsonarista, a julgar pelos dois anteriores com este mesmo perfil, Mandeta e Teich.


Mas parece que o doutor das bandas da Parahyba não quer seguir os passos dos colegas e tem bem traçada sua estratégia...


O cardiologista paraibano em entrevistas pretéritas manifestava respeito a ciência, valorizando medidas restritivas de proteção e, principalmente, negando uso de cloroquina, ivermectina etc...


Bastou aceitar a função de ministro da Saúde de Bolsonaro e já relativizou lockdown, liberou médicos a prescreverem o que bem entenderem e coisa e tal...


Esse Bolsonaro é o Midas ao reverso, tudo que toca apodrece!


Triste é de quem se junta, alinha, coaduna com esta tragédia nacional!

32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!