O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

RESUMO DA SEMANA NO REINO DA BOZOLÂNDIA (em 3 fatos)

Atualizado: 27 de ago.


Ê boi, ê boi


A última agenda oficial do presidente Bolsonaro na montaria, digo caminhada, rumo a reeleição foi na Festa do Peão de Barretos, na noite desta sexta.


Este foi nada menos que o quarto ano seguido que o senhor presidente foi a festa.


Ovacionado, entre mugidos e urros, o locutor de rodeio transformava o evento em um ato de campanha.


Definitivamente, a Festa do Peão de Barretos entra na disputa com Balneário Camboriú e adjacências catarinenses como reduto mais badalado do bolsonarismo.


Um título muito honroso às respectivas localidades.


Voltando ao espetáculo grotesco...


Fato é que a motociata da vez foi no lombo do touro.


Imagina a cena, aquele gado feroz pulando, dando coice, em meio a urros raivosos, olhares fulminantes, baba colérica escorrendo!


Calma, estou falando do touro mesmo, não de Bolsonaro e seu séquito, ainda.


Nem queria falar sobre os adeptos destas festas estranhas, espetáculos medievais com embalagem moderninha.


Qualquer semelhança entre arenas dos leões e rodeios não é mera coincidência.


Mas isso é o de menos.


Há local mais adequado para esta gente esquisita tangida por qualquer ordem primitiva do que uma festa de peão?


Sacolejados pra lá e pra cá, seguem fiéis ao comando de cima.


Não pensam, só reproduzem, em comportamento animalesco, o movimento ensinado ontem, anteontem...


A diferença é que agora surgiu a modalidade do “touro mecânico”.


Além de mugir nas ruas, o gado, em uma transposição real da “Revolução dos Bichos”, agora domina a “produção industrial”...


Máquinas de produzir e propagar fake news.


A vida imita o rodeio, digo a arte.


Bolsonaro Môfi


Ando tão “azuretado” que já nem sei quando é hoje, ou ontem...


Mas, como tudo é uma grande distopia aqui entre os trópicos, mesmo, não será uma esticadinha temporal pra lá, ou pra cá que vai comprometer o bagulho...


Nesta, ou na semana passada, fato é que, todo mundo viu o capitão impostor tentando afanar, “passar a mão”, “dar o ganha” o celular do perturbador do cercadinho há uns dias atrás.


Aquele vídeo em que Bolsonaro é xingado de tudo, mas só fica possesso mesmo quando o cidadão o chama de “Tchutchuca do Centrão”.


Ô povo pra ter fixação com sexualidade!! Mexeu com a virilidade do cidadão ele logo sobe nas tamancas.


Tchutchuquinha feroz!


Mas o que pouca gente sabe, ou lembra, é que Bolsonaro, tempos antes de tentar “guentar” o celular do rapazinho declarou publicamente que roubo de celular deveria ser tratado como crime hediondo.


Já pensou??


Diz aí, povo de bem: “bandido bom é bandido....”



Du, Dudu e essa tal fixação por c...


E as crias do dito cujo??


De repente, foi feito o maior estardalhaço pelo fato do Bananinha dos Bolsonaro ter chamado um cidadão de “filho do pai” e mandado ele “chupar caju”...


Qual a surpresa do destempero desta corja?


Se espantaram pela falta de modos, ou como dizia minha vó, com os xingamentos disparados a tôrto??


O que eu quero mesmo saber é sobre uns dez mil reais que o ex-secretário lá pergunta ao aloprado Dudu!?!?


E você nem se ligou nisso, né?


“É nois queirois”


O afrontador fala, claramente:


-Parabéns pelos dez mil reais...


Depois se recompôe e cita 10 mil votos piriri pororó.


Eu que "não confio em ninguém com 32 dentes" e com "Bolso" até no nome...


Desse povo acostumado a se lambuzar de corrupção com dinheiro pingado de rachadinha eu desconfio de tudo!


Alô Bolsonaro: “Por que Queiroz depositou 89 mil reais na conta de sua esposa, Michele”.

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!