top of page

O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • Foto do escritormarcosthomazm

Saudades de quando todo pecado do Rock era ser coisa do Capeta!


O rock errou.


“Errou rude”, vide uns derrotinhas de plantão por aí com coturno no pé, guitarra na mão e cabeça oca.


O próprio autor do hino clássico, que abre este texto é um ser desta alcateia, que vaga por aí babando colerica e espalhando raiva.


Um Lobão, que virou lobinho. Mais irracional que o cachorro nórdico da saga teen Crepúsculo.


Agora, literalmente, tenta colocar o rabo entre as pernas.


Mas tem canino, mesmo não sendo lobo, que ainda continua desabalado igual cachorro correndo atrás do próprio rabo.


Roger, Digão, ah...


Eu iria dar nomes aos bois, digo elencar a matilha, mas não vou contaminar minhas páginas com esta baba purulenta.


E, para meu desgosto, devo dizer que tem umas almas perdidas em forma de lobo e cordeiro também, aqui na bela e besta província paraibana.


Tsc, tsc...


Uns velhos e novos roqueiros fora de órbita, terraplanando por aí...


Dia desses vi o desmantelamento de uma célula neonazista em Santa Catarina (logo lá, por que será?).


Os vermes tinham uma banda de rock.


É Rock nazista: “Hey Ho, Heil Hitler!”.


Que saudade de quando diziam que rock era coisa do capeta!


Se o Diabo fosse pai do rock, jamais permitiria essa blasfêmia nazista!


Nem o Belzebu quer trela com esta laia.


Mas, ainda devo frisar que estas anomalias em forma de animas irracionais são minoria no rock!


Sim, estão longe de representarem o pensamento predominante, bem longe.


Agora, por outro lado o que tem de gospel cantando suave e adorando o mal fascista, não está na bíblia, digo no gibi.


E o que eu quero dizer com tudo isto?


É que, a despeito das próprias incoerências, apesar dos “pecados roquistas”, da sua morte anunciada, do apocalipse evocado, da profecia do caos e maldição jogada, ele resiste.


Em formas estranhas, talvez velhas, desgastadas, requentadas.


Mas sempre com força para meter o pé na porta!


Duvida deste velho, rouco, desgrenhado, às vezes até desdentado senhor??


Pois veja bem, o líder das paradas britânicas é o U2.


Hã? Aquela banda da década de 80??


Essa mesmo, do Mr. Bono, ativista de todas as causas nobres (viu aí? “The Rock´n roll save”).


Não tem Adelle, Rosalia, qualquer fenômeno pop que desbanque o roquenrol na Grã-Bretanha.


E tudo isso apenas com um disco de celebração dos 40 anos, portanto cheio de velharia, quinquilharia e músicas do século passado.


E informo mais aos caretas de plantão: o U2 chegou pela décima primeira vez ao topo das paradas.


Igualou com David Bowie.


A frente de todos os mortais, comprovando o fato de serem mais conhecidos até que Jesus, como dizia Lennon, eles “Os The Beatles”, com nada menos que 15 vezes no topo do mundo, digo da Terra da Rainha!


Long Live Rock’n roll

40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Início: Blog2
Início: GetSubscribers_Widget
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!

Início: Contact
bottom of page