O BURACO DA FECHADURA

rabiscos, escrevinhações, achismos e outras bobagens

Buscar
  • marcosthomazm

"Tabajara Entrevista" João Carlos Jr, o homem que quebrou a banca no FEstival de Música da PB


Foto: Thercles

Era dia de apronto final para a segunda noite de classificação para a finalíssima do 4 Festival de Música da PB.


Acabava de subir ao palco aquele que seria o último a se apresentar na grande noite de eliminatórias e, enquanto isso, eu, quase sozinho nas cadeiras do imenso teatro, mexia, distraidamente, no celular.


Introdução instrumental, vocalizações sutis, logo irrompe a voz forte, resoluta e melódica, extremamente flutuante de João Carlos Jr. Eu, que aquela altura já havia ouvido e visto todos os concorrentes em preparação para o evento, sem titubear, cravei que ali estava o grande vencedor do evento. E assim o foi, não por profecia, ou conhecimento técnico meu. Era óbvio. Saltava aos olhos e ouvidos. Ele conquistou todos os prêmios possíveis no Festival. De primeiro lugar na escolha de críticos e público a melhor intérprete.


“A glória que começou a chegar” a um, até então, total desconhecido da cena musical paraibana.


Estava traçado, determinado. Talvez pelo “Jesus Negro” a quem ele roga, canta, mas mais que isso, leva para dentro dos templos...


Assim como se porta altivo nos palcos, também na sua prova de fé, João Carlos Jr. desafia o conservadorismo e tradicionalismo cristão e tenta resgatar a Teologia Afrobrasileira, crença e conceito estranho, quase hostil a hegemonia branca que domina a liturgia.


Em João Carlos Jr. é indissociável o discurso contundente na arte que produz, na crença que comunga, ou na rotina do dia a dia...


Carrega na pele e na alma a Negritude e transforma a causa anti-racista em projeto de vida, bandeira de luta.

Com este discurso afiado, mirando nos “algozes” e enaltecendo o seu povo, João Carlos Jr. constrói uma mensagem embalada por uma base sonora potente. Black Music de primeira grandeza, mesclando o suingue do soul e da música negra brasileira com a batida e ritmo frenético do rap de protesto.

Se “Você viu”, pôde conferir a força da canção, já quem não viu, pode conhecer, clicando no link abaixo, a potência da música e trajetória do artista nesta edição do podcast Tabajara Entrevista.


João Carlos Jr. falou sobre a história desta música, suas batalhas contra o racismo, parcerias futuras, inclusive um feat com Bixarte (vencedora do Festival de Música da Paraíba, em 2020), entre outras coisas.


Este podcast Tabajara Entrevista teve a produção de Rayo Miranda e edição de João Lira.


https://open.spotify.com/episode/6VXuvaa4CGCSzlsMi3nn9j?si=qbnFlAMwRxChJCuxYL_ibA

23 visualizações0 comentário
 
 
pexels-photo-776153.jpeg

ENTRE EM CONTATO

Suas informações foram enviadas com sucesso!